Pronunciamentos

31/10/2017 - Pronunciamento sobre situação da Santa Casa de Misericórdia

Voltamos a criticar, na tribuna da Assembleia, o Governo do Estado pelo corte do repasse anual de R$ 370 mil da Secretaria de Saúde (Sesa) para a Santa Casa de Misericórdia. Com a suspensão dos repasses, 250 cirurgias não poderão mais ser realizadas. Com a medida, o governo decreta pena de morte oficial para os 1.615 pacientes que estão na fila de espera por uma cirurgia na Santa Casa. São pessoas com câncer de próstata, câncer de intestinos, entre outras enfermidades, que irão morrer sem a intervenção cirúrgica que necessitam. A verba da Santa Casa é insignificante para os cofres do Estado comparado aos gastos mensais com energia elétrica do Centro de Formação Olímpica (CFO) na ordem de R$ 130 mil.

Mais pronunciamentos

31/10/2017
27/10/2017
24/10/2017
24/10/2017
veja mais