Notícias

17/10/2017 - Heitor ressalta incompetência do governo em Segurança Pública

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Heitor Férrer (PSB) disse que o Ceará enfrenta um dos piores momentos da sua história no que diz respeito ao aumento da violência e que não há o que comemorar com a boa situação fiscal do estado diante de um quadro como esse. Ele lembrou que, somente em setembro, foram 461 assassinatos no Ceará.  


Para Heitor, a política de segurança pública adotada nos governos de Cid Gomes e Camilo Santana mostraram-se ineficientes pois não combateram os mecanismos geradores da violência. O deputado lembrou que o ex-governador Lúcio Alcântara encerrou seu mandato com o número de 1.565 homicídios enquanto Cid Gomes, mesmo com a implantação do Ronda do Quarteirão, terminou seu governo com 4.479 homicídios, o que significa uma aumento de 187% nos números de assassinatos na sua gestão.  


“Cid Gomes contagiou todo esse estado com aquele famigerado, fracassado e mentiroso programa Ronda do Quarteirão. Iria dar ao cearense em 5 minutos a polícia na sua porta. Com todos os gastos que fez, cometendo estelionato político, entregou seu governo com um aumento na violência no Ceará de 187%”, disse.


Heitor destacou que o mesmo ocorre no governo Camilo quando, em oito meses de 2017, o número de assassinatos já superou o do ano inteiro de 2016. “Ou seja: uma política falha, mentirosa, ineficiente. E não vamos nos iludir: polícia é fundamental para conter a violência, mas é um elo da corrente. Quando se grita polícia é porque todas as outras políticas falharam. É isso que está acontecendo no estado do Ceará. Está tudo falhando e o reflexo está no número de cearenses assassinados”, concluiu.

Mais notícias

14/11/2017
07/11/2017
21/11/2017
14/11/2017
veja mais