Notícias

14/04/2017 - O realismo de Sender

Com a baixa expectativa de retomada do crescimento econômico num curto prazo, acrescido às indefinições da infraestrutura a escolha da capital que poderá sediar a hub da Latam, só poderá efetivada em momento mais adequado, e não agora. Foi esse, em resumo, o recado dado ao governador Camilo Santana, ao prefeito Roberto Cláudio e secretários do Turismo, Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura, pela presidente da companhia alemã Fraport, Cláudia Sender, concessionária do Aeroporto internacional Pinto Martins, durante reunião em São Paulo (SP). Aos otimistas representantes do Ceará, Sender, com o proverbial realismo germânico, acrescentou, ainda, que, com a situação macroeconômica atual do Brasil, tem sido registrada queda significativa na demanda de voos nos últimos meses. Esse quadro nos leva a refletir a respeito do que poderá ocorrer em relação à escolha da cidade para a instalação da do hub da Latam. Se essa escolha fosse feita nos dias de hoje, como nosso Pinto Martins em estado deplorável, ocasionado pela desastrosa contratação de uma empresa irresponsável e incompetente para a sua reforma e ampliação, o hub, segundo quem acompanha esse processo, ficaria em Natal-RN, cidade possuidora hoje, do melhor aeroporto do Nordeste. Diante dessa realidade, ou seja, a de que a escolha ainda não tem data previsível, justifica-se a confiança do governador Camilo e do prefeito Roberto Cláudio, de que, sob a responsabilidade dos alemães da Fraport, dispostos a dar ao Pinto Martins o “status” necessário, cabível a uma capital do porte e importância turística e comercial como Fortaleza haverá um maior equilíbrio nessa disputa interestadual. Por enquanto, o remédio é torcer e rezar pela retomada do crescimento e melhora na situação macroeconômica do país, como deseja a executiva maior da Fraport.

Um grande erro  Na visão do deputado Heitor Férrer, do PSB, a bancada governista da AL, seguindo orientação de seus líderes cometeu um ato intolerável, retirando-se do plenário, fugindo à discussão sobre a inexplicável compra dos chamados “tatuzões”, até agora inúteis, segundo queixas de políticos e da sociedade.

Apenas boato? Nos bastidores da AL, quarta-feira, comentário preocupante para quem estiver na ilegalidade: estaria havendo investigação paralela da Justiça Federal, sobre irregularidades na reforma da Arena Castelão.

Calmante Na AL, o deputado Mário Hélio defende a isenção imediata do ICMS para taxistas. Para ele, seria uma maneira de amenizar o “ranço” dessa a categoria contra o a empresa Uber em todo o Estado.

“Listão” Sobre a “lista do Fachin” o deputado Fernando Hugo (PP) afirma: “Nunca, em nenhum país, grande ou pequeno, de uma tacada, se apontou, até hoje tantas pessoas públicas envolvidas em corrupção”.

Preocupações Para o vereador Renan Colares (PDT), embora a reforma da Previdência seja da conta de todo mundo, muitos vereadores deviam se empenhar na reforma de ruas de seus bairros, arrasadas pelas chuvas.

Com Francisco O professor, historiador e pesquisador cearense Jeovah Mendes será recebido, em julho, no Vaticano, pelo papa Francisco, a quem ofertará o seu mais recente livro “Onde viveu Jesus até os 30 anos”.

Neutralizando Contra a Central Sindical das Américas, politizada pelo PT, será fundada, na próxima semana, em Bogotá-Colombia a Alternativa Democrática Sindical, com sindicatos de 13 países da América Latina.

Nos “States” Nos dias 19 e 20, o prefeito de Ivo Gomes, de Sobral participará em Washington, de reunião de ministros e gestores, no Programa de Água e Saneamento para Todos, sobre financiamentos para projetos do setor.

Comparando Diante da irreversibilidade da vitória de Acríso Sena para a presidência do PT-Fortaleza, um líder petista descontente e realista advertia: esse partido pode passar pela mesma situação do PSB estadual.

Explicando O referido petista referia-se ao PSB estadual que, para ganhar quadros como o peso dos deputados Danilo Forte e Heitor Férrer, terminou perdendo as suas mais importantes e históricas lideranças.

“É impossível não sentir vergonha do que aconteceu no Brasil. É a revelação de um país feio, triste e desonesto. É preciso requalificar a política”. Ministro Luís Roberto Barroso, do STF.

Fonte: O Estado

Mais notícias

14/11/2017
07/11/2017
21/11/2017
14/11/2017
veja mais