Notícias

19/10/2016 - Heitor pede maior atuação da bancada cearense para conclusão das obras

O deputado Heitor Férrer (PSB) lamentou nesta quarta-feira (19), na tribuna da Assembleia Legislativa, o adiamento das obras da transposição do rio São Francisco, com previsão inicial para 2015 e agora adiada para março de 2018. Em seu pronunciamento durante o primeiro expediente da sessão plenária, o parlamentar cobrou maior atuação dos parlamentares cearenses em Brasília e do governador Camilo Santana para impedir que a obra seja mais uma vez adiada.


“Hoje os jornais trazem a situação dos açudes do Ceará, mostrando que metade deles está seca. E agora tomo conhecimento que existe uma portaria do Governo Federal estabelecendo que a retomada das obras da transposição serão adiadas para março de 2018. A tragédia que vai se abater ao nosso estado será como nunca antes vista. Faltará água para beber. Nossos animais morrerão de sede. Tasso, Eunício e Pimentel, não permitam mais que essa obra seja adiada”, disse.


Para Heitor, a questão não é vista como prioridade e isso demonstra fraqueza da bancada cearense em Brasília e do Governo do Estado. “Nós já fomos enganados com a refinaria e até hoje aguardamos o ressarcimento do nosso bilhão. A mesma situação se repete com a transposição, mas para a Copa e as Olimpíadas não faltou”, criticou.


Em junho deste ano, o parlamentar já tinha alertado para a necessidade de se cumprir o prazo estabelecido para a conclusão das obras que, à época, era para dezembro de 2016. No ano passado, ele sugeriu a criação de um “sãofranciscômetro” para acompanhamento das obras da transposição. O dispositivo proposto por Férrer seria uma comissão formada por deputados e profissionais da área que visitaria e acompanharia, mês a mês, o andamento dos trabalhos.


Segundo Heitor, a transposição do rio São Francisco é a saída para combater o grave quadro da seca no estado e se não houver pressão das autoridades estaduais para que o Governo Federal conclua as obras será “a maior tragédia para o Ceará”.


Inicialmente orçada em R$ 4,7 bilhões, até agora já foram investidos R$ 8,2 bilhões na transposição.

Mais notícias

25/09/2017
22/09/2017
20/09/2017
13/09/2017
veja mais