Notícias

04/01/2016 - Deputados usam recesso para articular candidaturas

Após um ano movimentando na Assembleia Legislativa, os deputados estaduais do Ceará entraram de recesso em dezembro. Com a pausa nas sessões da Casa até fevereiro, parlamentares cearenses que desejam se candidatar a prefeito nas eleições de 2016 vão usar o mês de janeiro para avançar nos preparativos para o pleito, seja por meio de viagens ao Interior ou reuniões com lideranças partidárias.


O deputado estadual Heitor Férrer, que deixou o PDT diante da inviabilidade de ser candidato a prefeito de Fortaleza e aderiu ao PSB, afirma que se reunirá neste mês de janeiro com a cúpula do partido para debater a estratégia a ser adotada com vistas à disputa da Capital. Recentemente, ele teve reunião com o presidente estadual da legenda, deputado federal Danilo Forte, para definir o cronograma. "Já é uma discussão sobre Fortaleza envolvendo a comissão provisória do partido do Município e no Estado", declarou. 

Heitor Férrer ressalta que já está marcado para este mês encontro com o dirigente nacional da sigla, Carlos Siqueira, ocasião em que deve ser discutida a preparação para a candidatura do partido na Capital. Também devem estar na reunião o exgovernador do Espírito Santo Renato Casagrande e o marqueteiro Marcos Martinelli. Em novembro, o presidente do PSB e a equipe de marketing já haviam se encontrado com Férrer. 

O parlamentar analisa que o partido vai definir com mais clareza a atuação nas eleições tanto na Capital como no Interior após o período da janela partidária, seis meses antes da eleição, quando políticos terão período de 30 dias para trocar de partido sem sofrer risco de perder o mandato por infidelidade partidária. "Como nós temos ainda até abril, é nesse mês que as migrações podem ocorrer", diz. 

Plenárias 

O PSOL já oficializou a pré-candidatura do deputado estadual Renato Roseno para a disputa da Prefeitura de Fortaleza. Apesar da investida no pleito da Capital, o parlamentar ressalta que pretende viajar por outros municípios do Interior, já que o partido quer sair com candidato próprio a prefeito em cerca de 50 cidades. Além disso, Roseno alega que, nos encontros aos municípios, ele vai fazer plenárias de avaliação do mandato. 

"Vou listar municípios, visitei 40 neste ano. Devo começar pelo Sertão Central ainda em janeiro e Sertão de Crateús e, no final de janeiro, no litoral leste e oeste. Basicamente para fazer plenária de avaliação de mandato", reforça o deputado, que, a exemplo de Heitor Férrer, já foi postulante a prefeito de Fortaleza na eleição de 2012.

Renato Roseno salienta que não concentra votos em um municípios específico do Interior. "Só para a região do Cariri já fui mais de 15 vezes, embora não seja de lá", detalha o deputado, que diz rodar entre sete e dez mil quilômetros por mês em visitas ao Interior. "Nossa ideia é fortalecer os municípios, a ideia é que consiga transcender a esfera da Capital", completa. 

O deputado Capitão Wagner (PR), que tem se projetado como provável pleiteante ao cargo de prefeito da Capital, afirma que usará o recesso parlamentar para aprofundar estudo sobre áreas da cidade que diz não ter muito conhecimento e que passam por situação de fragilidade, como saúde, educação e iluminação pública. "Para construirmos o plano para a cidade", justifica. 

Em dezembro, o deputado concentrou atividades no Interior, visitando municípios que organizaram solenidades em decorrência das promoções dos policiais militares, concretizadas por meio da Lei das Promoções, iniciativa do Governo Camilo Santana. Ele viajou a Canindé, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Iguatu, Russas e Quixadá.  

Capitão Wagner aponta que vai reservar o mês de janeiro para receber pessoas que tentaram conversar com ele, mas não conseguiram por conta da agenda lotada do parlamentar. O deputado vai escolher um dia por semana, já a partir de hoje (4), para esses encontros.

"Além de receber as pessoas que não tivemos tempo hábil de receber no gabinete, vamos reunir o partido, organizar pré- candidatos a vereador para o próximo ano, trabalhar para elaborar um plano para Fortaleza, onde temos intenção de disputar", explica Wagner. 

Oposição 

Capitão Wagner vem fazendo oposição à gestão do prefeito Roberto Cláudio desde que era vereador de Fortaleza. O deputado articula apoios em defesa da sua candidatura, como o do ex-deputado Roberto Pessoa, que saiu do PR e se filiou ao PSB na intenção de fechar apoio com o parlamentar. Entretanto, Pessoa perdeu espaço no comando do partido para o deputado federal Danilo Forte, egresso do PMDB e agora fiador do nome de Heitor Férrer para a postulação na Capital. 

O deputado federal licenciado Adail Carneiro, hoje secretário do Governo do Estado, vai apoiar a reeleição do prefeito Roberto Cláudio apesar de o correligionário sair candidato ao mesmo cargo em Fortaleza.

Fonte: Diáro do Nordeste 
 

Mais notícias

25/09/2017
22/09/2017
20/09/2017
13/09/2017
veja mais