Notícias

31/12/2015 - Fortaleza terá cinco pré- candidatos da Assembleia

Cinco deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Ceará deverão se enfrentar na eleição para a Prefeitura de Fortaleza, em 2016. Os deputados Heitor Férrer (PSB), Capitão Wagner (PR), Renato Roseno (Psol) e Tin Gomes (PHS) já se colocaram como pré-candidatos. Nos bastidores, circula ainda o nome do deputado Elmano de Freitas (PT), porém o petista não confirma a sua disposição, pontuando que dependerá da decisão da legenda local. Em 2016, a exemplo deste ano, a tribuna da casa deverá reunir o interesse incomum dos parlamentares; dar visibilidade aos problemas da Capital e focar nas críticas à gestão do atual prefeito, Roberto Cláudio (PDT).

Sobre o processo, de acordo com Heitor Férrer, ainda não tem conversado com outros partidos políticos, no tocante a alianças. “Nós temos interesse de fazer composição e iremos fazer no tempo certo. Também não fomos procurados por outras legendas, cada uma está no seu canto, querendo viabilizar seus candidatos”, frisou o socialista ao jornal O Estado. De acordo com Heitor, após o carnaval, os partidos devem dialogar. “Estou, neste início de ano, me reservando para não ter conversa”, pontuou.

Já o deputado Capitão Wagner (PR) tem se articulado com outros partidos, como PSDB e PMDB, sobre uma possível aliança. Por outro lado, caso os acordos sejam fechados, o apoio de Tasso e Eunício dará ao republicano, um peso eleitoral na disputa, tendo em vista a representatividade e atuação dos senadores no cenário da política brasileira. Assim como Heitor, Wagner tem usado a tribuna da Assembleia para tecer críticas a Roberto Cláudio e cobrar as promessas de campanha do Prefeito.
Wagner tem usado a tribuna para criticar o funcionamento dos postos de saúde em Fortaleza; o atraso na entrega de obras, como o Mercado dos Peixes, na Beira Mar, assim como a mudança na coleta de lixo em Fortaleza.

Recentemente, na tribuna do parlamento estadual, o deputado Tin Gomes (PHS) anunciou que também disputará a cadeira do Executivo. Até então, Tin era aliado do Prefeito. Na ocasião, aproveitou para alfinetar a gestão de RC. “Sei do muro que separa a Aldeota da verdadeira Fortaleza e quero colocar meu nome e experiência a serviço da cidade. Quero ajudar as pessoas a melhorar sua qualidade de vida e sua segurança; esta que só vem quando nosso povo é tratado com dignidade. É assim que eu quero administrar nossa Capital, caso o povo me aceite”, declarou.

Na mesma linha, o deputado Renato Roseno (Psol) defende que voltará a atenção para a ala mais pobre de Fortaleza. “A população está querendo mudança, porque a atual gestão não está condizente com as necessidades”, ressalta. Conforme o parlamentar, as maiorias sociais que estão jogadas “à própria sorte”. Roseno pondera que o prefeito Roberto não terá “a menor condição” de ser reeleito. “Roberto Cláudio é médico e não tem a sensibilidade de que a população, principalmente a ala mais pobre, precisa da saúde pública para curar as suas doenças, mas isso não é a prioridade da sua administração”, pontua. Isso, segundo o parlamentar, é falta de um projeto ligado diretamente às necessidades da população. Sobre as articulações para a campanha, Roseno afirma que ainda é cedo para tratar do assunto.
“Continuarei a atuar na frente de esquerda, com objetivo de defender pautas, principalmente de garantia dos direitos dos trabalhadores”, pontuou.

Fonte: O Estado

Mais notícias

14/11/2017
07/11/2017
21/11/2017
14/11/2017
veja mais