Notícias

08/09/2015 - Fernando Maia: O desafio de substituir Brizola

No próximo dia 16, o ex-ministro Ciro Gomes assina, em Brasília, a sua filiação ao PDT, em ato comandado pelo presidente nacional, Carlos Lupi, e na presença das maiores lideranças do partido. Será o grande fato político da temporada. O evento está sendo visto como a nova disparada do PDT rumo à Presidência do País, após a campanha de 1989, a grande chance de esse partido chegar ao poder, com o seu fundador Leonel Brizola, que, infelizmente, teve a sua passagem ao 2º turno impedida pela Rede Globo e demais forças de direita, quando venceria, com certeza, o desastre chamado Fernando Collor. Após 26 anos desse abalo, poderá ser a vez de a sigla brizolista tentar reeditar aquela memorável batalha eleitoral. Ciro, com certeza, tem consciência do desafio que terá pela frente - ocupar o espaço e substituir, numa eleição presidencial uma liderança com o carisma de Brizola. Sobre o político sobralense, ninguém pode negar: ele tem infinitamente mais cultura e capacidade administrativa que alguns ex-presidentes, assim como a atual ocupante do Planalto, Dilma Rousseff. O jornalista David Nasser, feroz inimigo de Brizola, dizia que o vocabulário desse não ia “além de 300 palavras”, o que não impediu que ele mobilizasse milhões de pessoas em gigantescos comícios País a fora. Se Ciro assumir o papel de principal candidato de oposição, desejo do comando dos pedetistas, só terá de usar como arma o seu notável talento oratório, sem cometer excessos, uma de suas marcas. Assim, poderá ser um presidenciável à altura do grande político gaúcho. Em política, vencer desafios é uma constante. 

Ainda a refinaria. Com a ajuda do secretário de Assuntos Internacionais, Antonio Balhmann, o governador Camilo Santana persegue, na China, um sonho do qual ainda não perdeu a esperança, ou seja, tornar realidade a refinaria. Para isso, busca parceiros naquele país asiático. 

Justifica-se... a preocupação de muitos políticos com mandato que pretendem trocar de partido. O projeto da “janela” para esse fim foi engavetado no Senado, devido à falta de um relator!...

 Só com voto Está aprovada pela CCJ do Senado proposta determinando que, já no próximo pleito, candidatos a suplente de senador terão que disputar isolados, os votos do eleitorado.  

 Vale lembrar... Até 1958, candidatos a vice-governador, vice-presidente e vice-prefeito disputavam o voto do povo. Em 1960, Jango elegeu-se vice-presidente da República ao lado do adversário Jânio.

 Prioridades Acertado entre o deputado Evandro Leitão, líder do Governo, e o presidente da AL, José Albuquerque, a prioridade total para emendas de deputados serão saúde e segurança.

 Explicando... o problema da segurança, o deputado Heitor Férrer (PDT) lembra que enquanto o Ceará conta com apenas 2.280 Policiais Civis, em Pernambuco, eles são mais de 8 mil.

 Desvalidos Pensando nos desvalidos da Justiça, os defensores públicos farão manifestação, hoje, cobrando a nomeação dos candidatos aprovados, ante o “déficit” desses profissionais.

 Advertência... de “marqueteiros” o deputado Capitão Wagner: discurso “de uma nota só” não elege ninguém à PMF. Só Moroni se elege falando apenas no problema da (in)segurança...

Mais informações de Fernando Maia:

e-mail: fernandomaia@oestadoce.com.br

 blogdofernandomaia.zip.net

Fonte: O estado

Mais notícias

25/09/2017
22/09/2017
20/09/2017
13/09/2017
veja mais