Notícias

01/09/2015 - Filiação de Forte cria disputa pela presidência estadual

A ida do deputado federal Danilo Forte do PMDB para o PSB já começa a gerar desconforto dentro do partido no Ceará. A razão seria a possibilidade de ele assumir a presidência estadual da legenda, atualmente comandada pelo ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. “Ele é jovem, é mas bonito do que eu e é deputado federal. Tem tudo para ser presidente do partido”, afirma Pessoa.


O ex-prefeito diz que foi informado na segunda-feira, 24, que Forte teria exigido a presidência estadual como condição para se filiar ao PSB. 

A fonte teria sido o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira. “O que eu posso fazer? Quem tem a caneta na mão é o presidente, e ele faz o que quiser”, diz.


Na última quarta-feira, entretanto, em entrevista ao “Blog do Eliomar”, Pessoa deu versão diferente. Segundo ele, a expectativa era que Heitor Férrer, de saída do PDT, assumisse o diretório de Fortaleza. Perguntado se permaneceria como presidente estadual, ele afirmou que sim. “Não tenho nenhuma informação (sobre deixar o posto)”, declarou.


Apesar de demonstrar desconforto, Pessoa garante que a mudança de Heitor não desgasta sua relação com o PSB, ao qual se filiou em junho e assumiu a presidência em julho. “Estou há pouco tempo para ter esta vaidade.”


Fortalecer

Danilo Forte, por sua vez, nega que tenha feito qualquer exigência para ingressar no PSB. “Essa decisão não é minha”, afirmou. Ele também aproveitou para elogiar o atual presidente. “Tenho uma excelente relação com o Roberto (Pessoa). Ele tem condições de dar grande contribuição.” 

 

Forte já havia declarado que a sua intenção não era assumir cargos. Apesar da negativa, porém, uma fonte confirma que a entrada do deputado federal no PSB incluiu a condição de assumir o comando do partido no Estado.


Caso isso ocorra, a queda do ex-prefeito de Maracanaú da presidência do PSB será seu segundo revés em pouco tempo. O primeiro foi o convite oficial da Executiva nacional da sigla para que Heitor Férrer dispute a Prefeitura de Fortaleza como socialista, o que contrariou o desejo de Pessoa de apoiar o também deputado estadual Capitão Wagner (PR) nas eleições. O PR é o ex-partido de Pessoa e sua filha, Fernanda Pessoa, ocupa posto na Assembleia pela legenda.


A filiação de Pessoa ocorreu com a expectativa de que ele aceitasse concorrer ao Palácio do Bispo. Entretanto, ele insistiu no apoio ao candidato do PR e em dedicar-se à reeleição de Firmo Camurça (PR), em Maracanaú.

 

Saiba mais


Desde julho, o PSB vem conseguido filiações de peso, como Forte, Pessoa e Heitor Férrer. Caminha para ser uma das principais forças da oposição no Estado.


De acordo com Sérgio Novais, presidente municipal do PSB, a candidatura de Heitor Férrer faz parte da estratégia do partido, que quer lançar candidatos próprios em pelo menos 2/3 das capitais. 


Desde julho, fontes do PR já vinham anunciando que Roberto Pessoa desejava apoiar Capitão Wagner.

 

Heitor Férrer é um dos principais nomes para a disputa pela sucessão de Roberto Cláudio. Em 2012, obteve mais de 20% dos votos válidos na disputa pelo Palácio do Bispo, quase chegando ao 2º turno. A expectativa é de que ele possa ir mais longe na disputa do ano que vem.

Fonte: O Povo

Mais notícias

14/11/2017
07/11/2017
21/11/2017
14/11/2017
veja mais