Notícias

31/08/2015 - PSB QUER ENFRENTAR ??HEGEMONIA DOS FERREIRA GOMES E DO PT?

“Vamos enfrentar essa hegemonia que está aí, dos Ferreira Gomes e do PT”. Esta é a intenção do presidente do PSB de Fortaleza, Sérgio Novais, para as eleições municipais de 2016, que já movimenta os bastidores políticos da capital cearense. Para isso, a legenda vem apostando na chegada de novos quadros, como o deputado estadual Heitor Ferrer, de saída do PDT, o deputado federal Danilo Forte, que deve deixar o PMDB, e ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, que saiu do PR e ocupa a presidência estadual do partido. 

Quando questionado sobre a postura liberal dos novos quadros a se filiarem ao Partido Socialista Brasileiro, Sérgio Novais afirmou que “Heitor e Danilo são dois quadros já testados, duas lideranças comprovadas, com mandatos. É muito importante para o PSB, que vive um processo de crescimento no Brasil inteiro. Tanto um como o outro têm raízes no campo democrático popular". Sobre o atual presidente estadual do PSB, Roberto Pessoa, que fez carreira política no PFL, PL e PR, todos partidos liberais, Novais tergiversa e diz que "é outro que veio para somar ".

Para tentar impedir a reeleição de Roberto Cláudio, que deve concorrer desta vez pelo PDT, Sérgio Novais trabalha com a hipótese de formar uma frente de oposição já no primeiro turno, em aliança com partidos como PR, PMDB e PSDB. “Caso estes partidos venham a lançar candidatos próprios, a possibilidade é juntar no segundo turno”, avalia. O nome de Heitor Ferrer é, atualmente, o mais cotado para a disputa pela legenda socialista. O PR manifestou a intenção de lançar o deputado estadual Capitão Wagner e o PMDB pode indicar o deputado federal Vitor Valim, conforme anunciou hoje o senador Eunício Oliveira. O PSDB, por sua vez, também mencionou a intenção de encabeçar a disputa, mas não falou em nomes e não descarta fazer alianças. 

Governo do Estado

O PSB liderou uma das chapas de oposição na disputa pelo Governo do Estado em 2014, quando lançou a ex-deputada Eliane Novais como candidata, que acabou em terceiro lugar, atrás de Camilo Santana (PT) e de Eunício Oliveira (PMDB). Para o presidente municipal, o atual governo é apenas de continuidade, “sem novidades”. “Violência crescente, juventude sendo esfacelada e o problema da seca. Infelizmente é uma situação delicada para o Ceará”. 

Fonte: Brasil247

Mais notícias

25/09/2017
22/09/2017
20/09/2017
13/09/2017
veja mais