Na Mídia

24/10/2017 - Heitor Férrer cobra ação da AL e propõe criação de comissão para investigar ISGH

deputado estadual Heitor Férrer (PSB) cobrou, nesta terça-feira (24), um posicionamento da Assembleia Legislativa sobre o escândalo revelado pela Operação Medicar que investiga fraude na compra de medicamentos pela Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa). O parlamentar propôs ainda a criação de uma comissão especial composta pelos deputados de oposição para investigar as contas do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), que recebeu R$ 3 bilhões do Governo do Estado de 2008 até hoje para gerir o sistema de saúde estadual.

“A função primordial do Poder Legislativo nos tempos atuais deve ser a de fiscalização dos atos do Poder Executivo. Essa matéria que a imprensa veiculou sobre a compra irregular de medicamentos no estado do Ceará envolvendo 48 milhões de reais é muito grave. O Poder Legislativo passa incólume nesse processo, como se não fosse ele o Poder pago para proteger o cidadão desses desvios. É muito grave a Assembleia não tomar uma participação efetiva na fiscalização desses recursos”.

Heitor afirmou ainda já ter denunciado irregularidades na saúde cearense e, em 2015, chegou a pedir a instauração de uma CPI, mas não “logrou êxito”. Diante da dificuldade de instalação de uma CPI, Heitor propôs a criação de uma comissão especial composta pelos deputados de oposição para irem aos órgãos responsáveis pela investigação em busca de auxílio para que a Assembleia conheça a intimidade das contas do ISGH.

“CPI é uma ilusão nossa. Basta contar nos dedos que talvez a gente reúna 9 assinaturas das 16 necessárias. Já que à época não tivemos condições de investigar a intimidade desse volume de dinheiro que foi transferido, temos condição agora com o trabalho que já foi feito pelo Ministério Público de Contas, Ministério Público Estadual e Polícia Civil”, defendeu.

Fonte: Ceará 7 News

Mais na mídia

12/12/2017
12/12/2017
12/11/2017
12/11/2017
veja mais