Na Mídia

25/10/2017 - Acordo sem acordo

Atento ao quadro político estadual, o ex-governador Cid Gomes fez um “mix” com frases de efeito para terminar nada dizendo, numa entrevista que o repórter Louro Maia reproduziu ontem no nosso programa da Rádio Assunção. Tratava-se do um propalado acordo sobre o qual começou esclarecendo que houve apenas conversas para um entendimento futuro. E não com ele, mas com o governador Camilo Santana, à frente das demarches sucessórias. Camilo tem procurado o prestigio do senador Eunício Oliveira para amparar para pleitos do Ceará em Brasília, no que tem sido muito bem correspondido. Mas, fez questão de dizer que técnicos do Planalto sempre recomendam que essas tratativas devem passar também pela política.

Não citam o nome do senador Eunício, mas a sugestão vai para o endereço onde o governador do Ceará sempre concluiu suas vilegiaturas com sucesso. Existe entre as duas correntes que servem de arrimo a Camilo Santana, a daqui com os Ferreira Gomes e a de Brasília, com o senador Eunício, um diálogo silencioso de promessas sem registro em cartorário, nem batistério na igreja. Quer dizer que tanto pode valer como não valer mas com data e fim previsto para julho de 2018, não menos, não mais, segundo palavras do cacique sobralense. O importante é que há boa fé e muita reza de Eunício para que nada dê errado nessa aproximação estratégica e excessivamente diplomática. Como os irmãos nunca foram bobos, pode-se antever que eles estão transferindo para o clarear da aventura presidencialista de Ciro Gomes, qualquer entendimento que possa levar a uma aliança política.

Melhor com ele Em Brasília, o deputado Ricardo Trípoli (PSDB-SP), líder do partido na Câmara, referindo-se à situação do partido, diz que há divisionismo, mas a maioria quer que o senador Tasso Jereissati para o bem do partido, assuma a presidência em definitivo

Permanência Comenta-se, no seio do PDT que pode dar exulta na chapa de Camilo , sob a argumentação de que seria mais prático. Como tem gente idiota nesse partido. Não tem quem tire o Zezinho, é bom que vocês saibam antes.

Haja modéstia! Os comunistas do Ceará não são nada modestos. O deputado Carlos Felipe defende na AL, uma vaga do Senado Federal para a deputada Augusta Brito, bela moça que não deve ter sido consultada.

Corda Será que o PcdoB acha que a deputada não sabe o que é melhor para ela. Isso me parece uma jogada para afastar Augusta de uma reeleição certa para uma derrota gloriosa.

Quer explicação Em requerimento, o deputado Heitor Férrer (PSB) cobra do Palácio da Abolição explicações sobre a estranha decisão de entregar a gestão do Centro de Formação Olímpica ao Centro Dragão do Mar.

Com Tasso Afirmando que nas pesquisas as oposições vão bem, o Capitão Wagner (PR) terá agenda em Brasília com o Senador Tasso, sobre a sua possível candidatura a governador.

Injustiçado Na ótica do deputado Roberto Moreira (PP) o senador Tasso, que deu respeitabilidade ao Estado do Ceará e luta por uma sobrevida para o PSDB, é alvo de políticos que ele ajudou a crescer.

Caridade Enquanto esbanja bilhões com a compra de votos para se salvar, o Governo Federal libera a “merreca” de R$ 220 mi para os 48 hospitais universitários, um centésimo do que eles precisam.

Vá entender! Em meio à “zorra” que mexe até os políticos do Ceará, a sociedade só quer entender como Eunício, homem forte do Planalto no Congresso, diz votar em Lula, que quer ver a “caveira” de Temer!…

Importante No Hotel Luzeiros,. a Confederação Nacional dos Municípios realizou o Fórum Diálogos Municipalistas, apresentando o “Manual do Poder Legislativo”.

“As mudanças capazes de deter a corrupção estão nas mãos da sociedade. Se o Congresso atual não quer aprová-las, que se eleja em 2018 um Congresso que queira aprová-las”. Dalton Dallagnol, Procurador da República.

Fonte: O Estado

Mais na mídia

12/12/2017
12/12/2017
12/11/2017
12/11/2017
veja mais