Na Mídia

15/09/2017 - Deu a zorra na política

A espalhafatosa copiosidade de partidos, aliada à ganância de poder, terminou transformando a discussão da reforma política num simulacro de programas humorísticos caracterizados por situações que só têm levado a confusão. Dirigentes, lideranças e militantes partidários nos estados onde à ausência de decisões tem sido motivo de desorientação geral estão apavorados. Em encontros e seminários regionais tem prevalecido um clima de incertezas, notadamente no que se relaciona à polêmica sobre coligações proporcionais. Para início de conversa, alguns partidos já comaçam a apregoar os perigos da proibição a esse tipo de alianças. Duas opções tomam corpo; sem alianças, cada partido terá de apresentar o máximo de candidatos possível aos cargos legislativos, visando o aproveitamento dos votos de legenda. Se aprovado o “distritão”, deverá ocorrer exatamente o contrário, ou seja, uma radical redução na quantidade dessas candidaturas. Um partido do porte do PP, por exemplo, não teria mais do que três candidatos, segundo o seu secretário-geral, Paulo Henrique Lustosa. Outro fator que preocupa muito é a maneira como essas alianças poderão ser mantidas para o Executivo, não se sabendo se os partidos que as constituem deverão se envolver em disputas por votos para as casas legislativas. É no que dá confiar uma reforma política inadiável a um parlamento infestado de partidos, aos quais só interessa o quanto vale uma agremiação de aluguel. Acrescente-se a isto as gorjeias e propinas para dirigentes pouco ou nunca identificado com os costumes da moralidade, pouco importando se a casa vai pegar fogo.

Defesa da mulher. Liderada pela deputada Augusta Brito (PCdoB) a Caravana de Combate à Violência contra a Mulher, da Assembleia Legislativa, estendeu, nesta semana, as suas ações para a região Ibiapabana, com reuniões em várias cidades, incluindo São Benedito, Ipu, Guaraciaba e Tianguá, com uma grande receptividade pela população.

Sem política Para o deputado Heitor Férrer (PSB) o preenchimento da vaga do conselheiro Teodorico Menezes no TCE poderá ser o começo do fim das indicações políticas se o substituto for um dos sete membros do extinto TCM.

Semiárido Com o baixo histórico de chuvas em quase todo o Ceará, o governador Camilo Santana solicitou ao ministro da Integração Nacional a inclusão de mais 15 municípios no Semiárido.

Audiência conjunta Ocorrerá audiência pública conjunta da AL com a CMFor, requerida pelo deputado Roseno (PSOL) para debater sobre a privatização da CAGECE, com representantes do Governo e de várias entidades sociais do Estado.

Interesse Por se tratar de tema de interesse do todo o Estado, a audiência terá a presença do professor Estebam de Castro, autoridade internacional no campo das privatizações de recursos hídricos e de saneamento básico.

Areninhas Para o deputado Fernando Hugo (PP) a construção de “areninhas”, inspirada iniciativa do governador Camilo Santana, poderá tirar mais jovens da criminalidade que o uso da força repressiva.

Mais controle Na AL tramita um Projeto de Lei do deputado Heitor Férrer (PSB) propondo que aquele poder seja notificado de todos os recursos estaduais e federais enviados aos municípios e dos recursos federais enviados ao Estado.

Imóveis Por iniciativa dos deputados Tomaz Holanda (PPS), Heitor (PSB) e Mírian Sobreira (PDT) a AL realizou ontem sessão solene homenageando os 39 anos do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Ceará – CRECI.

Fonte: O Estado

Mais na mídia

24/09/2017
25/09/2017
26/09/2017
25/09/2017
veja mais