Na Mídia

11/08/2017 - Paulo Cesar Norões: dinheiro e poder em jogo

-

E o 'distritão' deverá ser mesmo o sistema para a eleição de deputados estaduais e federais, em 2018. A proposta, aprovada na Comissão Especial da Câmara, que na prática acaba com a eleição proporcional, recebeu apoio maciço de deputados do chamado baixo clero, que querem se livrar do jugo dos dirigentes partidários, especialmente os que controlam as siglas sem levar em conta os interesses dos parlamentares. Por óbvio, esses dirigentes lutaram contra a aprovação do dispositivo. Mas, não saíram de mãos vazias. Se perdem parte do poder com o 'distritão', por outro lado vão controlar a distribuição, dentro de suas siglas, da dinheirama que vai financiar as campanhas. R$ 3,6 bilhões que vão sair dos cofres públicos. Resta saber como será fiscalizada a aplicação dessa fortuna.

Prós e contras

A proposta de Reforma Política mexe com todo o sistema partidário e, portanto, gera discussões por todo o País. Os pequenos partidos dizem que a ideia é acabar com as agremiações que não têm grande representatividade. Da tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão de ontem, o presidente estadual do PSDC, deputado Ely Aguiar, denunciou que é uma artimanha coordenada pelo PSDB e pelo PMDB.

Pressão

Centrão avisou a Michel Temer que não pretende retomar as articulações para votar a Reforma da Previdência no plenário da Câmara até que o governo reorganize a base aliada. Parlamentares do PP, PSD e PR - e até do PMDB - querem que o presidente faça uma redistribuição de cargos que estão nas mãos de "infiéis", ou seja, dos que votaram na Câmara pela admissibilidade da denúncia contra Temer.

Recuo

Depois de afirmar que votaria pelo fechamento de 34 comarcas do Interior, proposto pelo Tribunal de Justiça, deputado Heitor Férrer (PSB) recuou. Vai aguardar os debates na audiência pública a ser realizada na Assembleia para definir seu voto. "Essa matéria tem me angustiado muito, tenho ouvido segmentos contra e a favor, o que nos gera um grande conflito", justificou.

Luos

Representantes de movimentos em defesa do Parque do Cocó se reuniram na manhã de ontem com a vereadora Larissa Gaspar. Querem o apoio da parlamentar do PPL para convencer o prefeito Roberto Cláudio a vetar a alteração do artigo da Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos) que revoga a lei que criou a Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) das Dunas do Cocó.

Lembrança

Tão logo a Comissão de Constituição e Justiça aprovou projeto de lei que estabelece diretrizes para a Política Nacional de Erradicação da Fome e da Promoção da Função Social dos Alimentos (PFSA), o deputado Danilo Forte (PSB) fez questão de invocar a memória do sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, um símbolo na luta pelo fim das desigualdades sociais no nosso País.

"Ao comemorar esse importante passo destaco o papel do saudoso Betinho, um dos principais responsáveis pela mobilização em torno da luta contra a fome e a miséria no Brasil"

Danilo Forte
Deputado Federal (PSB-CE)

Tem mais...

Deputado estadual Lucilvio Girão (PP) defende que os médicos recém-formados sejam avaliados, como acontece com os advogados. Ele, que é médico, se diz cansado de ver jovens atrapalhados na hora de dar um diagnóstico.

Prefeito Davi Benevides comunica que a Prefeitura de Redenção está em dia com os servidores. O que, aliás, é obrigação. Mérito, no caso, é ter encontrado a folha com três meses de atraso e, mesmo em tempos de crise, em seis meses ter colocado em dia. Primeira parcela do 13º também já saiu.

CCJ do Senado aprovou um projeto que permite punir criminalmente juízes que violarem as prerrogativas ou os direitos de advogados. Se comprovado o crime, o juiz pode perder o cargo e ficar proibido de exercer qualquer outra função pública por até três anos.

Fonte: Diário do Nordeste

Mais na mídia

24/09/2017
25/09/2017
26/09/2017
25/09/2017
veja mais