Na Mídia

03/07/2017 - Comunicado: Leitura e liberdade

- 

Uma experiência de ressocialização de presidiários surgida há três anos no Ceará, na gestão de Cid Gomes (hoje no PDT) pode ganhar dimensão nacional. É o projeto que permite que internos do sistema penitenciário que leem livros possam diminuir o tempo de detenção. Algo como um escambo: o saber em troca da liberdade. Já tramita na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado texto de Cristóvão Buarque (PPS-DF) que permite que se diminuam até quatro dias de pena correspondendo a cada obra lida, com limite anual de 12 livros - o mesmo que prevê a lei cearense. Proposta similar, mas com outros parâmetros, de Eduardo Amorim (SE, ex-PSC e agora no PSDB), também tramita na Casa.

O Ceará tem apenas um representante entre os componentes da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado. É José Pimentel (PT). Ele é titular.

86,98 milhões são o investimento declarado pelo Governo do Estado nas obras do quatro anel viário da Região Metropolitana de Fortaleza, com a expectativa de geração de 250 empregos diretos.

2019 é o ano previsto para a conclusão do empreendimento, que terá canteiro central, ciclovias laterais, retornos, acostamentos, nova sinalização e faixa de segurança. O complexo viário da RMF somará 32 km de extensão.

"Os criminosos, com um ano e oito meses, já estão soltos. E eu ainda vou diminuir essa pena porque ele vai (sic) ler livros?"

Deputado Heitor Férrer (hoje no PSB, então no PDT) em dezembro de 2014, justificando ter votado contra o projeto que assegurou no Ceará a redução do tempo de penas de prisão mediante a leitura de livros

Nomes novos...

A Prefeitura de Fortaleza dá posse hoje a 42 novos servidores municipais. O pessoal passou em concursos públicos. Mas o bacana não foi só a aprovação, o que, por si, já deve ser saudado como a recompensa ao empenho no estudo. Fato notável é de que eles inauguram uma nova função na esfera local: a de analista de Planejamento e Gestão.

...E lugares novos

Os novos servidores têm graduação acadêmica em Direito, Ciências Contábeis, Estatística, Administração, Economia, Engenharia Civil, Computação, Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Ambiental e Agronomia. Vão atuar nas secretarias de Saúde e de Planejamento, Orçamento e Gestão e no Instituto de Planejamento de Fortaleza.

A saúde do contracheque

Parceria entre representações da Assembleia e da Câmara federal põe na pauta da política local a remuneração dos agentes de saúde e dos agentes de endemias. É que tramita no Congresso proposta de que a União seja também responsável pelas políticas de remuneração e de valorização das categorias. Os deputados Carlos Felipe (PCdoB), estadual, e Odorico Monteiro (Pros), federal, articulam audiência hoje na AL. Às 14h.

Mais na mídia

24/09/2017
25/09/2017
26/09/2017
25/09/2017
veja mais