Na Mídia

29/06/2017 - Abraço de afogados

A embrulhada de políticos corruptos e empresários gananciosos nivelaram o Brasil a países tipo Somália, Sudão do Sul, Coréia do Norte, Venezuela et caterva. Michel Temer, que há 10 meses assumia o poder prometendo colocar nos trilhos o trem ameaçado de descarrilar, acha-se tão ameaçado quanto Cristo, no concilio da ultima ceia, onde traídos e traidores confraternizam. Temer organizou uma poderosa maquina de corrupção associado a marginais em todos os escalões do serviço público. Para não fugir à regra, também se envolveu nelas, e termina tão réu quanto outros mais de 600 políticos denunciados pela Lava Jato.

Vergado ao peso de tantas e bem documentadas acusações, o seu ultimo pronunciamento era para ser uma defesa, mas não chegou a convencer como tal. Nunca se viu o presidente tão apopléctico na sua fala de conteúdo irreal, com justificativas endereçadas aos amestrados deputados que ainda seguem a sua liderança. Em um país com um Poder Legislativo menos corrupto, Michel Temer jamais teria condições de juntar votos suficientes para livrá-lo da cassação. Todas as suas palavras foram direcionadas a peões solidários pela parceria no mesmo crime. Em declarações recebidas como desafogo pelos seus soldados, tentou transmitir segurança, transferindo o surto de indignação popular com o seu governo, a providências só possíveis no âmbito de instituições comprometidas com a corrupção.

Agora vai A PEC do deputado Heitor Férrer (PSB), propondo a extinção do TCM, está liberada para tramitar. O ministro Edson Fachin, do STF, negou ontem, provimento a uma ação de descumprimento de preceito fundamental – ADPF, impetrada pelo PSD do Ceará

Desperdício Acusa o deputado Heitor Férrer (PSB): o DER desperdiça recursos pagando pelo aluguel de duas passarelas, R$ 2,4 mi por ano, o dobro do que gastaria com a montagem desses dois equipamentos.

Consulta Liderado pelo cearense Domingos Neto (PSD), grupo de deputados foi ao TSE para consulta sobre a proibição de coligações proporcionais e a cláusula de desempenho, aprovadas pelo Senado Federal.

Haja demora Só agora, depois de mais de um ano de muitas cobranças, o Ministério da Integração Nacional liberou recursos num montante de R$ 31 milhões destinados a combater os efeitos da seca no Ceará.

Sem sintonia Está quase desfeito mais um bloco partidário na AL, com a decisão do PMB de deixar a parceria com PMDB e PSD. É o resultado da formação de alianças entre partidos sem sintonia ideológica.

E os outros? Na AL, deputados não entendem a decisão da CEF de liberar recursos para prefeituras ainda em condições de endividamento. O tempo não está favorável.

Mancadas A direção nacional do PMB precisa tirar dúvidas e aliviar suspense entre seus integrantes evitando polêmica como a que envolve a não renovação da comissão provisória.

Atrapalhando Vereadores da oposição na CMFor prejudicam, sem justificativas, a aprovação da Lei de Uso e Ocupação do Solo, sabotando matéria urgente para a cidade.

Sem greve Evitando nova ameaça de greve dos transportes coletivos, o Sindiônibus e o Sintro chegaram a acordo concedendo reajuste de 5,5% para motoristas e trocadores.

Críticas A oposição na AL diz não condenar empréstimos milionários do Governo, mas o desperdício de recursos com inutilidades como os “tatuzões” e usinas de açúcar sucateadas.

Gaiatice Mais uma do delator-bandido Joesley: ele diz que editou a gravação da denúncia com o presidente Temer, apagando 12 minutos sobre mulheres, para salvar o casamento… dele.

“O político mais forte não será suficientemente forte, se não transformar a sua força em direito e em obediência ao dever”. Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) filósofo, poeta, teórico político e escritor.

Fonte: O Estado

Mais na mídia

24/09/2017
25/09/2017
26/09/2017
25/09/2017
veja mais