Na Mídia

07/06/2017 - Paulo Cesar Norões: Eleições majoritárias

-

Tão antiga quanto as reformas da Previdência e Trabalhista é a urgência por uma profunda reforma política no Brasil. Especialmente diante da grave crise deflagrada pela Operação Lava-Jato, que escancarou as vísceras de um sistema eleitoral viciado, onde a corrupção e o poder econômico colocam em plano inferior a lisura dos pleitos. Problema é que fazer reforma política, para muitos políticos, é cortar na própria pele. Eles têm que aprovar mudanças que podem dificultar suas próprias reeleições. Mas, como o quadro atual impõe mudanças, já para 2018 devem vir novidades. Uma delas é o fim das coligações proporcionais. Tendência é o "distritão", sistema que simplifica o processo. Deputados estaduais e federais serão eleitos por ordem de votação. Quem tiver mais voto, entra. Independente- mente do partido.

Acaba a carona

O tal "distritão" acaba com um fenômeno do atual sistema: a eleição de deputados com pouca votação, que entram na carona dos campeões de voto. Exemplo: com mais de 1 milhão de votos em São Paulo, Tiririca, pode-se dizer, elegeu mais três deputados do seu partido. Aqui, na via oposta, em 2016 Ailton Lopes (PSOL) deixou de se eleger vereador, mesmo com mais votos do que vários dos eleitos.

Image-0-Artigo-2251938-1

Dinheiro

Camilo Santana não saiu de mãos abanando da reunião de ontem com o ministro da Integração. Hélder Barbalho liberou R$ 60 milhões para a continuidade das obras do Cinturão das Águas. O ministro orientou, ainda, o governador a procurar a presidente do STF, Cármen Lúcia, para tentar liberar a obra do trecho final da Transposição do São Francisco.

Cadê o dinheiro?

Deputado estadual Heitor Férrer quer saber onde foram aplicados R$ 102 milhões arrecadados pelo TCM em multas aplicadas aos gestores municipais, em 2016. Tribunal de Contas informou que os valores vão direto para os cofres do Estado. Cabe, portanto, à Secretaria da Fazenda, informar. Requerimento da Assembleia, de autoria do deputado, foi enviado ontem à Sefaz.

Na Justiça

Deputado federal Danilo Forte não vai deixar barato a perda do comando do PSB no Ceará para o colega Odorico Monteiro. Danilo diz que vai entrar com recurso na Justiça apontando a forma "autoritária e grosseira" em que o processo ocorreu. Ele argumenta que quando ingressou no PSB já defendia as reformas, principalmente Previdenciária e Trabalhista, portanto não traiu o partido.

Cidadão

Aliás, o deputado federal José Airton Cirilo só não é, hoje, o presidente do PSB porque só deixará o PT quando tiver em mãos a carta de anuência que garantiria a troca de partido sem a ameaça de perda do mandato. O flerte entre Cirilo e os socialistas vêm de longe. O deputado se sente desprestigiado no PT, inclusive pelo governo do correligionário Camilo Santana.

"Trarei um parecer técnico. Um parecer fundamentado, alicerçado nas normas jurídicas vigentes em nosso País"

Leonardo Araújo, deputado estadual (PMDB), relator da nova PEC da extinção do TCM. Araújo havia se posicionado a favor do Tribunal de Contas, antes de virar relator.

Tem mais...

CE-085, mais conhecida como Estrada do Sol Poente, ou Via Estruturante, está uma beleza, duplicada até pouco depois da entrada de Trairi.

Problema é a falta de zelo. Em boa parte da rodovia o mato alto toma conta do canteiro central, quase invadindo a pista e prejudicando a visão dos motoristas. Nada que uma capinada de vez em quando não resolva. Pode ser?

Pior é a situação da CE-163, estrada que liga a Estruturante às praias de Trairi. Muita buraqueira, além de desvios em dois trechos literalmente destruídos pelas chuvas. Problema é que já tem mais de três meses e nada de conserto.

Um pecado, já que as praias de Flecheiras, Mundaú e Guajiru têm alta procura de turistas, inclusive do exterior.

Fonte: Diário do Nordeste

Mais na mídia

24/09/2017
25/09/2017
26/09/2017
25/09/2017
veja mais