Na Mídia

06/06/2017 - Deputado Heitor Férrer deixará o PSB após destituição de Danilo

O deputado estadual Heitor Férrer irá deixar o PSB. A decisão foi motivada pelo ingresso do deputado federal Odorico Monteiro na presidência estadual do partido. O assunto, inclusive, já foi discutido entre os dois parlamentares. Adversário antigo do grupo comandado pelo ex-governador Cid Gomes, Heitor deixou o PDT quando ele, os irmãos Ciro e Ivo Gomes e o prefeito Roberto Cláudio ingressaram no partido em 2015.
A escolha pelo PSB, à época, foi articulada pelo então presidente da sigla, o deputado federal Danilo Forte. O parlamentar foi destituído do comando da legenda no Estado após votar a favor da Reforma Trabalhista, contrariando a determinação da direção nacional da legenda.
A saída de Danilo Forte, agora, influencia diretamente na decisão de Heitor em deixar o PSB, partido no qual disputou a Prefeitura de Fortaleza em 2016. A movimentação também se explica pela relação de proximidade de Odorico com os irmãos Ferreira Gomes e o governador Camilo Santana.
“O deputado Odorico Monteiro tem estreita ligação política com os Ferreira Gomes, com uma larga folha de serviços prestados a eles. Se apenas filiado ao PSB, não vejo problema, mas como dirigente partidário, ele entra por uma porta e eu saio por outra. Seria impraticável e inconcebível ficar num partido controlado pelos Ferreira Gomes”, frisou Heitor, acrescentando que Odorico “deixa o PROS, onde estava, para garantir mais uma agremiação partidária ao grupo do Cid e Ciro e, agora, vem para controlar mais um partido, o PSB. Isso é de conhecimento de todo o Ceará e isso é incompatível com minha vida pública”.
O deputado admite que já vem recebendo convites para ingressar em outras legendas após desembarcar do PSB. Férrer, no entanto, não dá detalhes sobre os rumos que planeja em seu futuro político. Ao jornal O Estado, Heitor se limitou a dizer que “no momento oportuno trato do assunto”.

Troca
Enquanto isso, Odorico Monteiro contesta os rumores de que teria articulado contra Danilo Forte para ocupar a direção do PSB no Ceará. Ao jornal O Estado, o novo presidente justificou: “o cargo estava vago, fui convidado pelo presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, e aceitei. Como presidente estadual, vou comandar e fortalecer a legenda para enfrentar as eleições de 2018”.
O deputado assumiu a presidência do PSB no final do mês passado. Odorico informa que ao aceitar o convite de Carlos Siqueira assumiu o compromisso de seguir as diretrizes do partido de ser oposição ao governo Michel Temer. Sem entrar em detalhes, Odorico acrescentou, ainda, que a direção nacional tinha divergências com o governador Camilo Santana, com quem o agora ex-presidente da sigla mantêm boas relações.
Odorico ressaltou que fará a transição iniciando por congressos municipais, depois o estadual e, por fim, o congresso nacional, visando a disputa eleitoral do ano que vem. Ainda segundo ele, “a sigla possui tradição e saberá enfrentar os debates políticos”.
O parlamentar, que já fez parte dos quadros do PT e do PROS, garantiu que o PSB vai apoiar a candidatura à reeleição do governador Camilo Santana, lembrando que “já está tudo certo nesse sentido”.

Mais
Falando sobre a crise política, Odorico disse que “não tem como sair dela se não for através de uma eleição direta”. Segundo ele, a população brasileira já está se movimentando nesse sentido.

Fonte: O Estado

Mais na mídia

24/09/2017
25/09/2017
26/09/2017
25/09/2017
veja mais