Na Mídia

23/05/2017 - Efeito JBS – Heitor entra com representações no MPCE e MPF para afastar secretários de Camilo Santana

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) deu entrada, nesta segunda-feira (22), numa representação no Ministério Público Estadual e no Ministério Público Federal pedindo medidas judiciais para afastar dos seus respectivos cargos os secretários estaduais Arialdo Pinho (Turismo) e Antônio Balhmann (Assuntos Internacionais). Os dois foram citados na delação de Wesley Batista, um dos donos da JBS por recebimento de propina.

Wesley Batista disse que Arialdo Pinho, hoje secretário estadual do Turismo, à época chefe da Casa Civil do Governo Cid Gomes, e o então deputado federal Antônio Balhmann mediaram a doação de R$ 20 milhões para a campanha de Camilo Santana (PT), a partir da contrapartida de R$110 milhões de créditos de ICMS devidos a JBS.

Para o deputado socialista, os secretários incorreram em crime de corrupção passiva e improbidade administrativa. Heitor também apresentou requerimento na Assembleia Legislativa solicitando ao governador Camilo a exoneração dos secretários.

“Há a declaração comprovada por meios de notas fiscais e recibos de que o ex Governador Cid Gomes recebeu propina de 20 milhões de reais para injetar na campanha de seu sucessor, o atual Governador Camilo Santana, por meio de visitas dos secretários. Houve abuso de poder econômico na eleição do Camilo/Isolda, mas, infelizmente, o prazo para entrar com a cassação da chapa expirou”, disse Heitor Férrer.

Fonte: Blog do Eliomar

Mais na mídia

24/09/2017
25/09/2017
26/09/2017
25/09/2017
veja mais