Na Mídia

27/04/2017 - Heitor cobra respostas à AL

.

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) disse ontem, em discurso na Assembleia, que, quando o Poder Legislativo deixa de cumprir com a obrigação de fiscalizar os escândalos, eles surgem na imprensa e a partir daí são iniciados os inquéritos. A colocação na abertura de seu pronunciamento antecipava a cobrança que faria aos secretários estaduais que, segundo apontou, se negam a dar explicações solicitadas a partir de requerimentos aprovados no Parlamento.

Heitor leu requerimentos os quais considerou importantes, apresentados por ele, como o referente à denúncia de que mais de R$ 20 milhões do Fundo Estadual de Saúde teriam sido usados para compra de passagens aéreas. "Apresentei requerimento no dia 23 de maio de 2016, estamos com um ano solicitando ao secretário da Saúde envio dessas passagens, com nome de quem se beneficiou", relatou. "Até hoje não veio a resposta".

Assim também aconteceu, segundo ele, com requerimento feito ao Detran em 7 de julho de 2016. "Requisitei valores arrecadados com multas e os gastos com educação no trânsito". Outro pedido que aguarda resposta, citou Heitor, diz respeito ao fornecimento de alimentação aos detentos no Ceará.

Representação

Diante do que a Constituição estabelece, ele ressaltou que é de competência da Assembleia encaminhar pedidos escritos de informações aos secretários, configurando crime de responsabilidade a recusa ou o não atendimento em um prazo de 30 dias. "Nós estamos com 12 meses. Sou obrigado a fazer representação por crime de responsabilidade a cada um dos secretários que não tiveram nenhuma atenção", afirmou o deputado.

Vice-líder do governo na Casa, Dr. Sarto (PDT) disse que procuraria saber as razões pelas quais os requerimentos ainda não foram respondidos. Todavia, a respeito do que trata dos recursos arrecadados pelo Detran destinados à política pedagógica, destacou que há propaganda em rádio, TV e jornal sobre a importância do uso de equipamento de segurança. "Tanto que no ano de 2016 tivemos redução de 19% de mortes nas rodovias no Estado", lembrou.

Fonte: Diário do Nordeste

Mais na mídia

07/12/2017
07/12/2017
06/12/2017
06/12/2017
veja mais