Análises

15/09/2015 - Macário Batista: Sai que este corpo não te pertence

“Decreto publicado  no Diário Oficial da União oficializa a inclusão de quatro aeroportos no Plano Nacional de Desestatização. Os aeroportos internacionais Salgado Filho, no Rio Grande do Sul; Deputado Luís Eduardo Magalhães, na Bahia; Hercílio Luz, em Santa Catarina, e Pinto Martins,  no Ceará. O decreto designa a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República responsável pela condução e aprovação de estudos, projetos, levantamentos ou investigações que subsidiarão a modelagem da desestatização dos aeroportos. A transferência dos quatro aeroportos para a administração do setor privado foi anunciada no dia 9 de junho, em solenidade no Palácio do Planalto, como parte da nova etapa do Programa de Investimentos em Logística (PIL), que tem a previsão de R$ 198,4 bilhões em investimentos, sendo R$ 69,2 bilhões entre 2015-2018 e R$129,2 a partir de 2019.

Os investimentos estão divididos entre rodovias (R$ 66,1 bilhões), ferrovias (R$ 86,4 bilhões), portos (R$ 37,4 bilhões) e aeroportos (R$ 8,5 bilhões).” Bom. Então indo para a iniciativa privada, muda um catatau de coisas para que se adequem as condições exigidas pelo HUB da TAM, fruto de nova rodada de conversas dia 17, depois de amanhã, em São Paulo. O que mais a TAM estaria querendo? As conversas iniciais deveriam ter sido concluídas numa reunião com o prefeito de Fortaleza e o governador do Estado, eis que senador e deputado, nesse jogo, não passarão de arroz de festa. Prestígio com Dilma? De que, se nem o aeroporto seria mais do Governo? Esse leriado de prestígio cansou. A iniciativa privada que se entenda com a iniciativa privada e que Governo do Estado e Prefeitura negociem as bases fiscais e as mobilidades urbanas que se façam necessárias. Pronto.

 Taí o motivo Entre a espada e o caldeirão, Heitor Férrer sofre. Descobri o motivo dessa sofrida decisão de “fico ou não fico” que invade seu coração. Mais que político, Heitor é apegado ao que faz e ele fez o PDT no Ceará. É o ficha 4 desde 17 de junho de 1987. Sair dói!

Respeitem a velhice As empresas de ônibus interestadual terão que justificar, por escrito, a razão da não concessão de gratuidade para idosos.

 ANTT avisa Resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres, publicada no D.O. da União, determina que as empresas emitam documento explicando o motivo da recusa da gratuidade.

 Safra dobrada Produtores de caju estão animados com a perspectiva de bons resultados da safra da fruta em 2015, que vai dobrar em relação a 2014.

 IBGE contou O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, prevê que, este ano, a castanha de caju deverá somar 229 mil toneladas, o que representa um aumento de 113% em relação a 2014.

 Nós na fita O Ceará deve ser responsável pela maior fatia da produção. Segundo a IBGE, o estado deve produzir este ano 148 mil toneladas de castanha de caju – 64% do resultado nacional esperado.

 Quem avisa... Os meninos estão avançando demais nos assaltos à mão armada em Fortaleza. Ou dão um rumo nisso ou o povo vai começar a tomar seus próprios rumos.

 Agora vai Deu neste jornal: “...Eu, claramente não votei na Dilma e fiz campanha para o Aécio, e não me arrependo...” Audic Mota ex-vereador do Tauá.

Causo no Sapé

Sapé é distrito de Limoeiro do Norte. Nada fica sem resposta e o povo é de uma irreverência sem par. Seleção do Sapé ia fazer um desafio contra Seleção de Flores e pediu ajuda a Limoeiro. Mandaram o Edilson Maia, primo do jornalista Moacir Maia. Um ponta direito de estraçalhar. Já em campo,aquecendo, torcedor do Sapé pergunta pro colega: – Quem é aquele, apontando pro Maia. – É um ponto-direita muito bom de Limoeiro. Diz que todo escanteio que bate é meio gol. – Então arruma dois, manda ele bater e a gente já começa ganhando de um a zero.

Fonte: O Estado

Mais análises

14/06/2016
10/05/2016
09/05/2016
21/12/2015
veja mais